quarta-feira, 18 de outubro de 2017

QUALIMPOR LANÇA O VINHO TRINCADEIRA 2016Segunda safra do monovarietal em plena harmonia com o terroir do Esporão


Chega ao mercado brasileiro a nova safra do vinho Esporão Trincadeira. Um vinho varietal expressivo e equilibrado, que revela o potencial da casta trincadeira, em completa consonância os solos e o clima da Herdade do Esporão. Provém de uma vinha de 41 anos de idade, cujas uvas foram colhidas manualmente e vinificadas em depósito de concreto, onde também permaneceu para maturação durante seis meses.

Produzido sob supervisão dos enólogos David Baverstock e Sandra Alves, Trincadeira 2016 possui aroma de fruta fresca e madura, com sugestões de ameixa e folha de chá. Na boca, é afinado e equilibrado, com textura sedosa e final persistente. Importado exclusivamente pela Qualimpor, este vinho está disponível em garrafa de 750 ml, e pode ser encontrado nos principais empórios e restaurantes do Brasil.

Preço sugerido: R$ 106,00
QUALIMPOR – importação e exportação:(11) 5181-4492www.qualimpor.com.br

Sobre o Esporão: Fundado em 1973 por José Roquette e Joaquim Bandeira, o Esporão é uma das mais importantes empresas de vinhos em Portugal. Determinante na afirmação nacional e internacional do Alentejo, o Esporão é também hoje um embaixador da cultura Portuguesa, desenvolvendo a sua atividade dentro dos limites da sustentabilidade e construindo relações próximas com clientes e consumidores em todo o mundo.
O Esporão está presente na região do Alentejo, onde produz vinhos tão emblemáticos como o Esporão Reserva e o Monte Velho, assim como azeites virgens extra. Integrado nas adegas, está o Enoturismo da Herdade do Esporão. Na continuidade do projeto do Esporão está a Quinta dos Murças, propriedade na região do Douro, onde são produzidos vinhos de terroir com selo de garantia Esporão.
O Esporão comercializa os seus produtos em todo o tipo de lojas e restaurantes em mais de 50 países em todo o mundo. A abordagem holística na adaptação de uma alargada gama de práticas sustentáveis inovadoras do Esporão tem conduzido a vários reconhecimentos nacionais e internacionais, de onde se destacam o prestigiado prémio “Sustainability of the year award” nos “The Drinks Business Green Awards 2013”. Em 2014, o Esporão venceu os “European Business Awards for the Environment” na categoria de “Produtos e Serviços”.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Único brasileiro na lista: espumante Miolo está na carta de vinhos de restaurante sensação em Nova York
 
The Loyal abriu há uma semana na metrópole e já é um dos mais badalados da cidade * Chef com estrela Michelin é responsável pelo novo endereço
 
O espumante Miolo Cuvée Tradition Brut Rosé é o único brasileiro na carta de vinhos do novo restaurante The Loyal, assinado pelo chef John Fraser, que conta com uma estrela do renomado Guia Michelin. O mais recente e já badalado endereço gastronômico de Nova York abriu as portas no início de outubro e vem sendo chamado de “american brasserie” com toques europeus.
 
Elaborado pela vinícola Miolo no Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, o Cuvée Tradition Brut Rosé é obtido através do Método Tradicional, o mesmo utilizado na França para a produção de Champagne, em que a segunda fermentação do vinho acontece dentro da própria garrafa. De acidez delicada, corpo leve, aromas elegantes e florais, o versátil espumante será a companhia perfeita para as entradas e pratos principais criados pelo estrelado John Fraser.
 
Reconhecido por sua inclinação para a culinária vegetariana, no The Loyal o chef dá destaque a pratos com carnes e peixes. Será possível, por exemplo, harmonizar o Cuvée Tradition Rosé com um tartar de atum acompanhado de shisô e jicama, e com cordeiro assado com pilaf marroquino. Se a escolha for uma das opções sem carne, o espumante Miolo vai combinar com o ravióli de abóbora.
 
“Estamos representando os terroirs brasileiros no novo restaurante de um dos chefs mais premiados nos Estados Unidos. É uma honra integrar a carta do The Loyal e também uma constatação da altíssima qualidade dos espumantes Miolo e nossa representatividade no mercado internacional”, celebra Adriano Miolo, superintendente do grupo.
  

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Festival Vinílico reúne vinhos, queijos artesanais, pocket shows e discos de vinil
 
Miolo, Aurora, Quinta da Companhia, Mistral, Vinci e La Pastina harmonizam seus vinhos com queijos Serra das Antas e Três Ovelhas
 
No dia 21 de outubro (sábado) acontece em São Paulo (SP) o primeiro festival a unir mundos apaixonantes: vinho, queijos e música. Tintos, brancos, espumantes e queijos artesanais vão dividir o lounge do Unibes Cultural com lojas especializadas em discos de vinil e pocket shows de alguns dos mais expressivos artistas da cena musical independente.
 
As vinícolas Miolo, Aurora e Quinta da Companhia, e as importadoras Mistral, Vinci e La Pastina vão levar ao Vinílico vinhos de diversos sotaques que poderão ser harmonizados com os queijos artesanais da Serra das Antas e da Três Ovelhas.
 
No palco do evento vão subir, em versão pocket, as cantoras Lulina, Laya e Anna Tréa; o cantor Marco Matolli (integrante do Clube do Balanço); e o coletivo MBeji. Para quem quer comprar, trocar ou apreciar discos de vinil, estão confirmados no evento a Zatti Records, Goma Gringa, Animal Discos, Vinil no Quadro e Vinil Review.
 
“O vinil é uma forma de mídia musical que é tendência; a que mais cresce no mundo. No Brasil, aumentou nos últimos anos o número de apreciadores de vinho. E existe feira de vinho e existe feira de vinil, mas esta é a primeira juntar os dois mundos, harmonizando tudo com queijos especiais e shows durante a tarde”, resume Mauricio Tagliari, idealizador do evento e curador das atrações musicais.
 
O Vinílico acontecerá das 13 às 19 horas e o valor do ingresso é R$ 60,00. Para adquirir e ter acesso a uma tarde dedicada a vinhos e música, basta acessar https://foodpass.com.br/rbp-https-vinilico-net.
 
Mais informações: https://vinilico.net/.
  

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Enólogo da Viña Tarapacá compartilha os segredos da elaboração de seus vinhos Gran Reserva

São Paulo, segunda-feira, 28 de agosto de 2017 – o estudo consistente no mapeamento e escavação de 373 poços nos 611 hectares plantados na Viña Tarapacá foi apresentado em São Paulo por Sebastián Ruiz, enólogo-chefe da vinícola chilena desde 2015.

Realizada por especialistas em terroir, o objetivo principal da pesquisa foi determinar os distintos perfis de solo presentes no vinhedo, assim como a riqueza, clima e biodiversidade do Fundo El Rosario. Entre os resultados encontrados, destacam-se as particularidades que tornam a Tarapacá um verdadeiro “Clos Natural” (*) rodeado pelo Rio Maipo e por parte da Cordilheira dos Andes, que se estende como escudo por toda a propriedade, que está localizada no Vale do Maio, origem dos melhores Cabernet Sauvignon do Chile.

"Graças ao estudo fomos capazes de identificar sete séries de solos em Fundo El Rosario, todos de origem vulcânica, profundidade média e pedras angulares em sua maioria. Destes sete tipos de solo, cinco são particularmente adequados para a produção de uvas de alta qualidade: Piedmont, Mansel, El Mirador, El Ciruelo e Los Cardenales, atualmente destinados à elaboração da linha Gran Reserva", comenta Sebastián Ruiz.

Desde que se tornou enólogo-chefe, Ruiz tem experimentado a vinificação separada das uvas provenientes dos diferentes perfis de solo. Assim nasceu a mais recente inovação da vinícola, o novo Blend Series #1, o Gran Reserva da Tarapacá que homenageia os melhores solos do Fundo El Rosario. Este vinho de produção limitada combina a essência de uvas Cabernet Sauvignon da série de solos Piemonte e 15% de Syrah da série Mansel.

"É um vinho com perfil de fruta madura, expressivo e complexo, com destacadas notas de amora e ameixa. O envelhecimento em barricas foi de 12 meses, o que entrega aromas sutis de especiarias como pimenta preta, cravo e baunilha. No paladar tem volume médio, boa estrutura e final persistente devido à mineralidade dos nossos solos. É um vinho aromático, fresco e saboroso, que expressa as características únicas de clima e solo do Fundo El Rosario", aponta o enólogo.

(*) Clos é um termo da viticultura francesa usado para denominar um terroir rodeado por muros de concreto construídos para preservar o vinhedo.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Safra 2017: Miolo classifica 2 vinhos entre os mais representativos na 25ª Avaliação Nacional de Vinhos
A Miolo conquistou, no último final de semana, a classificação de 2 vinhos entre os 16 mais representativos da safra 2017 na 25ª Avaliação Nacional de Vinhos, em Bento Gonçalves (RS), que é considerada a maior do mundo e há mais de duas décadas reconhece os grandes protagonistas da produção vitivinícola no Brasil.
Para definirem as 16 amostras mais representativas da safra 2017, 118 enólogos da Associação Brasileira de Enologia degustaram 327 amostras durante o mês de agosto. Entre elas, foram selecionados e apresentados, a mais de 850 apreciadores de vinhos, os 16 finalistas. Os classificados foram avaliados e comentados pelo júri composto por profissionais do Brasil, Argentina, Itália e Japão.
Na categoria ‘Tinto Fino Seco’, se destacou um exemplar Merlot da Miolo, elaborado na Campanha Meridional (RS). No evento, ele foi degustado pelo jornalista da Radio Gaúcha Daniel Scola, que conferiu 92 pontos ao vinho.
Já na categoria ‘Branco Fino Seco Não Aromático’, o destaque foi um Chardonnay da Almadén, elaborado na Campanha Central (RS) e degustado na Avaliação pelo chef de cozinha e sommelier Danio Braga, que lhe conferiu 92 pontos.
O Chardonnay Almadén estará disponível aos consumidores até o final deste ano e o Merlot Miolo a partir do próximo, quando poderão ser desfrutados em toda a sua plenitude como grandes expressões da safra 2017.
Grupo Miolo
O Grupo Miolo possui projetos em 4 regiões do Brasil com vinhedos próprios: em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos - Vinícola Miolo (100 hectares); em Candiota (RS), Campanha Meridional - Vinícola Seival (200 hectares); em Santana do Livramento (RS), Campanha Central - Vinícola Almadén (450 hectares); e em Casa Nova (BA), Vale do São Francisco - Vinícola Terranova (200 hectares).

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Miolo lança linha de vinhos SEIVAL by Miolo
Democrática e versátil, linha traz um tinto, um branco e um espumante
Vem da consagrada região da Campanha, no Rio Grande do Sul, a nova linha de vinhos da Miolo, uma das mais expressivas e premiadas vinícolas do Brasil. Os rótulos foram elaborados com uvas que se adaptaram perfeitamente ao terroir onde está instalada a Vinícola Seival e chegam ao mercado nas versões SEIVAL by Miolo Tempranillo 2016, SEIVAL by Miolo Sauvignon Blanc 2017 e SEIVAL by Miolo Branco Brut.
“Os novos vinhos SEIVAL by Miolo são rótulos de qualidade que vão agradar desde os consumidores que estão começando a se aventurar no mundo do vinho até aqueles que já apreciam a bebida e buscam opções de rótulos descompromissados e leves. Gastronomicamente, é uma linha democrática e versátil, pois harmoniza com uma grande variedade de receitas”, resume Adriano Miolo, superintendente do grupo, que oficializou o lançamento dos produtos em São Paulo no dia 4 de setembro.
O tinto SEIVAL by Miolo Tempranillo é a companhia perfeita para pratos suculentos como carne de panela, arroz carreteiro, feijoada, massas, pizzas clássicas e queijos como Gouda e Gruyère. De aroma frutado, traz elegantes notas de carvalho.
Se o cardápio inclui um bate-papo com os amigos ou um aperitivo à beira da piscina, saladas, peixes e carnes brancas, a harmonização fica por conta do branco SEIVAL by Miolo Sauvignon Blanc. De pronunciado frescor ácido, combina com pratos leves e de média estrutura. Por contraposição, contrasta perfeitamente com comidas gordurosas e com tendência à doçura.
Límpido, de cor amarelo palha com nuances esverdeadas, o espumante SEIVAL by Miolo Branco Brut tem borbulhas finas, delicadas e persistentes. Com aromas delicados de frutas tropicais, deve ser consumido a temperatura entre 6 e 8 °C. É a escolha perfeita para acompanhar saladas, carpaccios e frutos do mar.
Os rótulos SEIVAL by Miolo chegam ao mercado em setembro para vendas em empórios, delicatessens e restaurantes de todo o Brasil.
Os vinhos estarão disponíveis em primeira mão em 14 delis de São Paulo. Na capital, no Empório Netdrinks, Varanda Frutas, Lisboa Importados, Rei do Whisky, Rei dos Vinhos, Empório Santa Joana, Empório Vignamazi, Galeria dos Pães e Empório Frei Caneca. Em cidades do interior do estado a linha poderá ser encontrada no Q Emporium, em Taubaté; Padaria Real, em Sorocaba; Adega Paratodos, em Botucatu; Casa Deliza, em Araraquara; e Offer Importados, em Mogi das Cruzes.
Seival (Eveythrina Cristagalli) é a árvore que originou o nome da nova linha de vinhos da Miolo, pois cresce livremente nas terras da região da Campanha, no Rio Grande do Sul.
Grupo Miolo
O Grupo Miolo possui projetos em 4 regiões do Brasil com vinhedos próprios: em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos - Vinícola Miolo (100 hectares); em Candiota (RS), Campanha Meridional - Vinícola Seival (200 hectares); em Santana do Livramento (RS), Campanha Central - Vinícola Almadén (450 hectares); e em Casa Nova (BA), Vale do São Francisco - Vinícola Terranova (200 hectares).

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Viña Tarapacá lança no Brasil o tinto Gran Reserva Blend Series #1
 
Vinícola apresenta profundo estudo de solo realizado em Fundo El Rosario, que tem permitido potencializar a marca de vinhos Gran Reserva mais vendida no Chile
 
Visionária e pioneira, a chilena Viña Tarapacá realizou um estudo consistente no mapeamento e escavação de 373 poços em seus 611 hectares plantados para dissecar a estrutura dos solos e, a partir desse aprofundado conhecimento, manejar o vinhedo de forma a extrair as mais expressivas e diferenciadas características das uvas.
 
"Graças ao estudo fomos capazes de identificar sete séries de solos na região de Fundo El Rosario, todos de origem vulcânica, profundidade média e pedras angulares em sua maioria. Destes sete tipos de solo, cinco são particularmente adequados para a produção de uvas de alta qualidade: Piedmont, Mansel, El Mirador, El Ciruelo e Los Cardenales, atualmente destinados à elaboração da linha Gran Reserva", comenta Sebastián Ruiz, enólogo-chefe da marca.
 
O primeiro resultado deste trabalho acaba de chegar ao Brasil. De produção limitada, o novo Gran Reserva Blend Series #1 homenageia os melhores solos do Fundo El Rosario e combina a essência de uvas Cabernet Sauvignon da série de solos Piedmont e Syrah da série Mansel, com vinificação separada das uvas provenientes dos diferentes perfis de solo.
 
"É um vinho com perfil de fruta madura, expressivo e complexo, com destacadas notas de amora e ameixa. O envelhecimento em barricas foi de 12 meses, o que entrega aromas sutis de especiarias como pimenta preta, cravo e baunilha. No paladar tem volume médio, boa estrutura e final persistente devido à mineralidade dos nossos solos. É um vinho aromático, fresco e saboroso, que expressa as características únicas de clima e solo do Fundo El Rosario", aponta Ruiz.
 
Recomenda-se harmonizar o Gran Reserva Blend Series #1 com queijos duros como o Manchego, risoto de funghi, massas bem condimentadas, carnes brancas, vermelhas e de caça, além de acompanhar perfeitamente peixes gordurosos como atum e albacora. Preço médio para consumidor final: R$ 130,00.
 
Realizada por especialistas em terroir, a pesquisa em Fundo El Rosario determinou os distintos perfis de solo presentes no vinhedo, assim como a riqueza, clima e biodiversidade do local. Entre os resultados encontrados, destacam-se as particularidades que tornam a Tarapacá um verdadeiro “Clos Natural” (*) rodeado pelo Rio Maipo e por parte da Cordilheira dos Andes, que se estende como escudo por toda a propriedade, localizada no Vale do Maipo, origem dos melhores Cabernet Sauvignon do Chile.
 
- Para conhecer o estudo completo, visite a Plataforma “El Rosario Estate” em www.tarapaca.cl/rosario-estate/es/.
- Para mais informações sobre a Viña Tarapacá visite o site www.tarapaca.cl.
- Para acompanhar as novidades da marca, acesse os perfis da Viña Tarapacá nas redes sociais no Facebook e Instagram: @Viñatarapacachile; e no Twitter @Vinatarapaca.
 
(*) Clos é um termo da viticultura francesa usado para denominar um terroir rodeado por muros de concreto construídos para preservar o vinhedo.
 

Viña Tarapacá
 
A Viña Tarapacá é uma das mais premiadas e reconhecidas vinícolas do Chile. Conquistou seu primeiro prêmio internacional em 1876, após apenas dois anos de sua fundação. Graças à tradição centenária da marca, nasce a linha Gran Reserva Tarapacá, com vinhos de qualidade excepcional, distintos, elegantes e memoráveis, fiel reflexo de sua origem. O portfólio está composto por três etiquetas: Gran Reserva Etiqueta Azul, Gran Reserva Etiqueta Negra e Gran Reserva. Elaborados com rigor e profundo conhecimento, procuram refletir fielmente a origem de cada uma de suas cepas. São vinhos atuais e versáteis que mantêm suas raízes profundamente arr

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Vinho de Primavera: ousado e jovial, Habla la Tierra traz aromas de flor de camomila e figueira
 
Para dar as boas-vindas e brindar a Primavera, que começa no dia 22 de setembro, a importadora Mundovino selecionou um dos rótulos mais envolventes de seu portfólio, que é composto pelos vinhos mais representativos da recente revolução vinícola da Espanha
 
 
A dica da marca é o cativante e potente Habla la Tierra. Considerado o ‘fruto’ mais jovem da Bodegas Habla (4 meses de maturação), o vinho  é elaborado a partir das uvas Tempranillo, Cabernet Sauvignon, Syrah e Malbec, cultivadas em vinhedos da região de Trujillo, com denominação Vinos de la Tierra de Extremadura
  
Cheio de frescor e elegância, característicos dos tintos provenientes da região, o rótulo de tons granada e cereja intenso foi premiado na categoria Best Buy/vinhos espanhóis pela prestigiada revista norte-americana Wine & Spirits.
 
Com aromas ousados que remetem a flor de camomila, figo e flor da figueira, o tinto Habla la Tierra harmoniza perfeitamente com carnes suínas e de cordeiro, queijo de ovelha, massas e risotos com molhos elaborados. No paladar tem notas de frutas e acidez sutil, além de estrutura fina e elegante.
 
Dedicada à produção de rótulos poéticos, que refletem o espírito ancestral das terras contornadas pelos prados próximos a Portugal, a Bodegas Habla teve origem na região da Extremadura, no final dos anos 90, onde suas plantações encontraram o microclima ideal para alcançar a expressividade singular de cada uma das variedades ali cultivadas.
 
O nome da vinícola foi inspirado na história que narra a criação da estátua de Moisés, mais perfeita obra do escultor Michelangelo. Segundo a lenda, o artista ficou tão maravilhado com a perfeição de seu trabalho, que ao terminar de esculpi-la teria batido o martelo sobre o joelho da escultura e exclamado “Por que não falas?”, sentindo que a única coisa que faltava extrair daquele mármore esculpido tão impecavelmente era a vida. A marca do martelo pode ser contemplada até hoje na obra que adorna o túmulo do papa Júlio II, na Basílica de San Pietro in Vincoli, em Roma.
 
‘Habla’ é uma homenagem ao gênio renascentista Michelangelo e seu espírito de contínua perfeição.
 
Compre o Habla de la Tierra e outros rótulos da Bodegas Habla na Loja online (www.mundovinobrasil.com/shop), pelo Facebook da Mundovino (www.facebook.com/mundovinobrasil/), ou com a country manager da importadora, Fabiana Aguinsky, no telefone (51) 99307-2349.
 
 
Mundovino Brasil 
 
Importadora reconhecida internacionalmente, a Mundovino tem como compromisso trazer ao seu público os vinhos de maior representatividade do mundo todo, com a colaboração de profissionais da nova geração, que estão constantemente engajados na criação de produtos inovadores para os apreciadores do vinho. Em sua chegada ao mercado brasileiro, a importadora lança os projetos inusitados The Wine Gurus, que faz releituras contemporâneas de vinhos representativos da Espanha elaborados com uvas autóctones de cada região, e os poéticos e minimalistas vinhos da Bodegas Habla da Estremadura.
  

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

VINHOS DO ALENTEJO



Cachaça Trade Fair traz oportunidade de negócios em uma das cadeias produtivas mais rentáveis do Brasil 

Evento vai reunir produtores de vários estados *No Brasil, o mercado de cachaças movimenta R$ 1 bi com a comercialização de 1,3 bilhão de litros por ano

Nos dias 20 e 21 de setembro, São Paulo (SP) irá sediar a Cachaça Trade Fair, evento dedicado exclusivamente aos negócios da segunda bebida alcoólica mais consumida no Brasil, país onde é produzida há mais de cinco séculos. A feira vai reunir produtores e distribuidores nacionais em um espaço que pretende incentivar o desenvolvimento do setor de forma representativa, democrática e transparente.
No Brasil, o mercado de cachaças movimenta R$ 1 bi com a comercialização de 1,3 bilhão de litros, anualmente. Com consumo interno 5 vezes maior que o do whisky (348 milhões de litros) e da vodca (270 milhões de litros), o País concentra mais de 40 mil produtores da bebida, sendo que 99% deste total é representado pelas microempresas. 
Com números surpreendentes no mercado nacional, o segmento também demonstra alto potencial de crescimento para as exportações de um de seus mais representativos produtos, mas ainda depende de ações que ajudem a organizar o setor e posicionar a cachaça entre os mais importantes mercados mundiais.
Organizada em parceria com o Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC), representante formal de empresas que detêm 80% da produção de cachaças vendidas no Brasil, a Cachaça Trade Fair contará com uma intensa programação de degustações guiadas, palestras e workshops voltados à formação dos profissionais que buscam estratégias mercadológicas inovadoras e eficientes para potencializar o segmento.
Além da plataforma de aprendizado desenvolvida pelo IBRAC, proprietários de restaurantes e bares, compradores de supermercados e empórios, gerentes de redes hoteleiras e outros importantes players do segmento vão ter à disposição os meeting points, espaços onde terão a oportunidade de realizar reuniões para impulsionar vendas e negociações com foco na abertura de novas oportunidades nos mercados nacional e internacional. 
“Teremos participantes de diversos estados brasileiros, todos comprometidos com a proposta de expandir as possibilidades de negócios em uma iniciativa que reunirá um painel atualizado e amplo do setor de cachaças no Brasil. Nosso principal objetivo é criar, por meio de um conteúdo de qualidade e credibilidade, a oportunidade de aprendizado e comunicação entre empresários, produtores e compradores, formadores de opinião, imprensa especializada, entidades associadas e toda a cadeia produtiva de um dos setores mais rentáveis e promissores do nosso país”, comenta Zoraida Lobato, diretora da feira.   
Entre os expositores da Cachaça Trade Fair estão importantes marcas do segmento, como a Weber Haus, do Rio Grande do Sul; Cachaça da Quinta, do Rio de Janeiro; Princesa Isabel, do Espírito Santo; Alambique Brasil, do Paraná; Capim Cheiroso, de Minas Gerais; e Diageo, de São Paulo. 
“A iniciativa de promover uma atividade voltada exclusivamente aos profissionais do setor no Brasil está diretamente relacionada a esse objetivo de alavancar internacionalmente um dos produtos mais valorizados em nosso território. Um encontro focado no negócio da cachaça é o primeiro passo para dar visibilidade à importância dessa cadeia produtiva e incentivar o aperfeiçoamento dos processos de produção e comercialização internos, em busca do crescimento contínuo do promissor mercado da cachaça brasileira”, complementa a diretora. 
A Cachaça Trade Fair é exclusiva para profissionais do setor portadores de CNPJ (proprietários de bares, restaurantes, gestores de alimentos e bebidas de supermercados, hotéis, lojas de bebidas, grandes atacadistas, importadores internacionais, jornalistas especializados e demais categorias relacionadas ao segmento). 
O cadastro de profissionais para recebimento de convites e crachás do evento deve ser realizado na área ‘Como Visitar’ no site da feira: www.cachacatradefair.com.br.  
A grade completa com a programação e as novidades da Cachaça Trade Fair será divulgada em breve. 
SERVIÇO
Cachaça Trade Fair
20 e 21 de setembro | Das 14 às 22 horas
Pavilhão de Exposições do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, nº 1209, Santana / São Paulo
Para inscrições e outras informações, acesse:
  

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Marca setorial Wines of Chile realiza 7ª edição anual de seu evento em São Paulo
 
Potência vitivinícola do chamado Novo Mundo, o Chile fechou 2016 com 47% do mercado de vinhos importados no Brasil, ranking que lidera desde 2002 e onde apresenta crescimento constante. No último ano, o aumento foi de 8,97% em valor e 14,53% em volume (os dados são da Intelvid) e o Brasil segue entre os cinco principais mercados de exportação para os vinhos do Chile, que registram presença maciça nas prateleiras de lojas e supermercados, em restaurantes, na mente e no paladar dos apreciadores no Brasil.
 
Reforçando a importância do mercado brasileiro para a indústria do vinho no Chile, uma delegação de produtores e enólogos de 37 representativas vinícolas do país desembarcou no Brasil no dia 9 de agosto para o 7º Tasting Wines of Chile, um dos principais eventos de vinhos no País, realizado no icônico Hotel Unique.
 
A Masterclass que abriu o evento foi comandada pelo especialista brasileiro Jorge Lucki, que conduziu a degustação de dez vinhos expressivos da ‘Qualidade e Diversidade’ dos vinhos do Chile, tema da grande aula. Enólogos das vinícolas que integraram a Masterclass compuseram a mesa diretora do evento: Nicolás Farias (Viña Undurraga), Francisco Grohnert (Viña Ventisquero), Marcelo Papa (Concha y Toro), Felipe Ortiz (Casa Donoso), María Paz Garcés (Garcés Silva Family Vineyards), Mario Geisse (Casa Silva), Eugenio Lira (Las Niñas), Patricio Torres (Veramonte), Gonzalo Guzmán (El Principal) e Germán Lyon (Perez Cruz).
 
Entre os 50 jornalistas, formadores de opinião e sommeliers que participaram da degustação estiveram referências no mercado como Alexandra Corvo (proprietária da escola Ciclo das Vinhas e colunista da Rádio BandNews), os jornalistas  Suzana Barelli (revista Menu) e Marcel Miwa (revista Prazeres da Mesa), o premiado sommelier Manoel Beato (grupo Fasano) e a destacada sommelière Daniela Bravin.
 
“O Brasil é um dos mercados mais importantes para a Wines of Chile. No primeiro semestre deste ano teve um crescimento de 20%. Nós costumamos dizer que os brasileiros têm o vinho chileno em seu coração; nossos vinhos satisfazem os paladares e os corações dos apreciadores do Brasil”, resume Angelica Valenzuela, diretora comercial da Wines of Chile.
 
Após a Masterclass, mais de 900 profissionais do setor participaram do Walk Around Tasting e degustaram as novidades e destaques de 37 vinícolas (box abaixo) que ocuparam um dos mais amplos salões do Hotel Unique.
 
O Brasil é nosso primeiro sócio comercial do Chile na América Latina e o 4º em todo o mundo. São 20 anos de relação comercial que levaram os vinhos chilenos a estarem, por 15 anos consecutivos, no primeiro lugar do ranking de vinhos importados no Brasil”, finaliza María Julia Riquelme, diretora do ProChile Brasil.
 
Vinícolas participantes do 7º Tasting Wines of Chile em São Paulo:
Apaltagua, Bodega y Viñedos Korta, Casas Del Bosque, Concha y Toro, Cono Sur, Emiliana, Encierra, Espiritu de Chile, Garcés Silva Family Vineyards, Miguel Torres Chile, Santa Rita, Siegel Family Wines, Veramonte, Viña Alto Quilipin, Viña Anakena, Viña Aresti, Viña Bisquertt, Viña Carmen, Viña Casa Donoso, Viña Casa Silva, Viña Casablanca, Viña Cousiño Macul, Viña Doña Javiera, Viña Echeverria, Viña El Principal, Viña Errazuriz, Viña Las Niñas, Viña Montes, Viña Perez Cruz, Viña Requingua, Viña San Esteban/In Situ, Viña San Pedro, Viña Santa Carolina, Viña Tarapacá, Viña Undurraga, Viña Valdivieso, e Viña Ventisquero

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

7 VINHOS DA BEV GROUP PARA PRESENTEAR NO DIA DOS PAIS


7 VINHOS DA BEV GROUP PARA PRESENTEAR NO DIA DOS PAIS

Está chegando o Dia dos Pais, comemorado no dia 13 de agosto.
Para os pais apaixonados por vinhos ou até mesmo para os pais que estão começando a ter interesse pela bebida,
a Importadora BEV GROUP selecionou alguns vinhos para todos os gostos e bolsos.


PRIMITIVO MATURO PUGLIA
“O vinho para o pai sério, um exemplo de maturidade.”
Da vinícola Castellani, de 113 anos de história, este tinto primitivo da Puglia, Itália, é ideal para ser bebido jovem, pois não requer envelhecimento. Porém, para um eventual amadurecimento em garrafa, o vinho poderá aumentar sua riqueza de aromas. Ideal para acompanhar carne picante grelhada, assados e carnes e massas recheadas.
Preço: R$ 55,00


RIPASSO MARA VALPILICELLA SUPERIORE
“O vinho para o pai que é MARA.”
Um vinho ícone da vinícola Cesari, localizada no Vêneto, ao nordeste da Itália e que possui longa história e tradição na produção de Amarone, Ripasso. Valpolicella e Bardolino, provenientes da exploração de 100 hectares de vinhedos nas áreas mais perfeitas da região. É produzido com a técnica “Ripasso”, que consiste na re-fermentação do vinho nas cascas das uvas secas utilizadas na produção do Amarone. Envelhecido um ano em barricas eslovenas (80%) e carvalho francês (20%), com posterior afinamento de 6 meses em garrafa, é um vinho extremamente elegante e equilibrado. Harmoniza com carnes cozidas, grelhadas e assadas.
Preço: R$ 159,00

HUARPE GUAYQUIL - EL ELEGIDO
“O vinho para aquele que você elegeu como seu pai”.

 
Produzido na vinícola argentina Huarpe, o Guayquil é eleito o melhor vinho da vinícola é também um “Top Assemblage”, com maior número de variedades de uvas, procedentes de três vinhedos de Mendoza (Agrelo/Luyan de Cuyo, Barrancas/Maipú e San Jose/Tupungato) e maior tempo de envelhecimento: 24 meses em barricas de carvalho francês. Guayquil é um vinho de corte que integra o melhor do que cada uma de suas castas oferece: a Intensidade aromática da Malbec, a estrutura do Cabernet Sauvignon, a complexidade da Petit Verdot, o frescor da Bonarda e a cor da Tannat. Harmoniza com carnes vermelhas e de caça.
Preço: R$ 300,00

 JÈMA
“O vinho para o pai que é uma preciosidade, uma joia rara.”

Jèma é o vinho mais icônico da Cesari, responsável por produzir grandes vinhos com a uva corvina e uma das 100 melhores vinícolas da Itália, de acordo com a publicação norte-americana Wine Spectator. Um vinho que justifica o nome: uma gema preciosa, a joia do Vêneto. Produzido na Região de Valpolicella, no Vêneto, ao nordeste da Itália, Jèma é um vinho IGT (de Indicazione Geografica Tipica) e preserva as características da casta Corvina Veronese (100%), apresentando-se um rótulo de grande elegância e natural vigor, um vinho tinto muito encorpado e ideal para ser apreciado em boa companhia. Combina com carnes de caça, grelhados e cozidos, além de queijo muito bem temperado.
Preço: R$ 280,00


AMARONE DELLA VALPOLICELLA CLASSICO
“O vinho da região de Verona, palco da história de Romeu e Julieta, perfeito para aquele pai romântico.”
 

Um clássico produzido pela vinícola Cesari, localizada no Vêneto, ao nordeste da Itália. Este Amarone expressa toda a paixão e cuidado com que é produzido, pela técnica de apassimento (antes de esmagadas, as uvas secam durante quatro meses, tornando-se quase uvas passas), resultando em um vinho com alto teor alcoólico. Envelhecido três anos em barricas eslovenas e francesas, com mais oito meses em garrafa, é um vinho tinto poderoso, encorpado e elegante que traz em seu rótulo toda a tradição e know-how de um dos mais ilustres produtores da região, Gerardo Cesari. Harmoniza com carnes vermelhas, mas é também é um excelente vinho para ser apreciado sem acompanhamento.
Preço: R$ 350,00

CASA DONOSO BICENTENARIO CARMÉNÈRE
“O vinho para o pai das antigas.”


Produzido na Vina Casa Donoso, uma das mais antigas e tradicionais vinícolas chilenas, com vinhas de mais de 80 anos de idade, no melhor terroir, no coração do Vale do Maule. O Bicentenario Carmenere expressa as características das castas Carménère (85%), Malbec (8%) e Cabernet Sauvignon (7%) e é envelhecido em barricas de carvalho americano durante 12 meses. Combina com cortes finos de carne bovina e uma grande variedade de carnes brancas, massas e pratos condimentados.
Preço: R$ 80,00


CASA DONOSO EVOLUCIÓN MERLOT
“O vinho para o papai moderninho.”


Um vinho tinto também produzido pela vinícola chilena Casa Donoso, Evolución Merlot é naturalmente equilibrado, resultado do terroir – o Vale do Maule -, da gestão de produção e dos processos de produção, os mais naturais possíveis. Envelhecido por 12 meses em barrica de carvalho americano (20% do vinho), é um tinto leve e fácil de beber, ideal para ser apreciado no dia a dia, acompanhado de carnes brancas, variados tipos de massas e queijos leves.
Preço: R$ 46,00

Todos os vinhos são importados e distribuídos pela Importadora BEV GROUP.
www.bevgroup.com.br
contato@bevgroup.com.br
Tel.: (11) 3121-4207